Mutirão na 4ª Vara de São Miguel dos Campos dá celeridade a processos criminais

A 4ª Vara de São Miguel dos Campos realiza, desde a última segunda-feira (19), mutirão envolvendo processos criminais. A previsão é que sejam realizadas cerca de 300 audiências de instrução até a próxima quinta (22), no Fórum da Comarca.

De acordo com a juíza Juliana Batistela, substituta da unidade e responsável pela força-tarefa, a demanda de processos na Vara é grande, sendo necessária a realização do mutirão. “Com a força-tarefa de magistrados, promotores e servidores, a gente consegue dar vazão aos processos, porque a audiência de instrução é absolutamente indispensável, ela é o cerne do procedimento da ação penal”, afirmou a magistrada, ressaltando que, no primeiro dia de mutirão, foram prolatadas sentenças em cerca de 40% das audiências.

Os processos pautados para mutirão envolvem, em sua maioria, tráfico de entorpecentes, violência doméstica, lesão corporal, furtos e roubos. “Esse mutirão é feito em atenção ao jurisdicionado, porque eles merecem uma resposta. Os presos têm que ser julgados em tempo razoável, a Justiça tem que ser feita num tempo razoável. É uma força-tarefa em que a gente se empenha para que tudo se realize da melhor forma possível”.

As audiências desta terça também contaram com apoio dos juízes Nelson Fernando de Medeiros Martins, Luana Cavalcante de Freitas e Fausto Magno David Alves.

Ascom – 20/02/2018

(Visited 9 times, 1 visits today)