Maia critica Moro: ‘está confundindo as bolas, ele não é presidente’

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), criticou nesta 4ª feira (20.mar.2019) o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro.

“Eu acho que ele conhece pouco política. Eu sou presidente da Câmara, ele é ministro funcionário do presidente [Jair] Bolsonaro. Então o presidente Bolsonaro tem que dialogar comigo”, disse. “Ele [Moro] não é presidente da República, não foi eleito para isso.”

A fala de Maia vem após Moro ter criticado o congelamento da tramitação do projeto de sua autoria enviado ao Congresso que ficou conhecido como “pacote anticrime”. O ministro defende a tese de que o PL pode tramitar ao mesmo tempo que a reforma da Previdência, prioridade do governo.

O presidente da Câmara discorda da avaliação e congelou a tramitação da pauta. Maia determinou a criação de 1 grupo de trabalho para analisar o projeto, o que na prática trava o trâmite de análise, atesta o MSN.

Maia não gostou das críticas de Moro e afirmou que o ministro “está confundindo as bolas” e que Bolsonaro é quem deve discutir os temas com o Congresso.

“Ele [Moro] nunca me convidou para perguntar se eu achava que a estrutura do ministério estava correta, se os nomes que ele estava indicando estavam corretos”, disse Maia.

“Eu acho engraçado. Quando dizem que o Parlamento quer indicar alguém no governo é ‘toma lá, dá cá’. Quando eles querem indicar relator aqui e interferir no projeto legislativo não é “toma lá dá cá”?”, questionou.

O demista ainda afirmou que o projeto enviado por Moro é 1 “copia e cola” do texto apresentado pelo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Alexandre de Moraes.

Segundo ele, o projeto será aprovado porque é uma prioridade da Câmara desde o ano passado, antes de Moro “pensar em ser ministro”.

21/03/2019

(Visited 1 times, 1 visits today)