Comissão Especial de Investigação do Pinheiro será prorrogada por mais 60 dias

A Comissão Especial de Inquérito (CEI) que investiga os problemas no solo dos bairros do Bebedouro, Mutange e Pinheiro teve o pedido de prorrogação por mais 60 dias dos trabalhos aprovada em sessão ordinária desta quarta-feira (26).

 Inicialmente, a CEI tem validade de 120 dias, prazo que se encerra no próximo dia 11 de julho. A Comissão teve início em 11 de março e já ouviu representantes da CPRM, Braskem e Instituto do Meio Ambiente (IMA).

De acordo com o presidente da CEI, vereador Francisco Sales (PPL), um dos fatores que justificam a prorrogação é a necessidade de ouvir novamente outros envolvidos no problema e o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Alagoas (CREA-AL).

“Depois de todos os depoimentos que colhemos ao longo desses quase 120 dias de trabalho, recebemos o pedido da própria Braskem para que a empresa pudesse ser ouvida novamente. Achamos razoável atender à solicitação da mineradora, hoje principal responsável, segundo relatório do CPRM, pelos problemas estruturais nas vias e imóveis do Bebedouro, Mutange e Pinheiro. Além disso, também há a necessidade de escutarmos o que o presidente do CREA-AL, Fernando Dacal, tem a dizer sobre o papel do órgão nessa questão toda”, declarou Francisco Sales.

Além dele, a CEI é composta pelos vereadores José Márcio Filho (PSDB), relator; Silvania Barbosa (PRB), secretária; Chico Filho (Progressistas), relator substituto; Luciano Marinho (Podemos), secretário substituto; Samyr Malta (PTC) e Maria Aparecida (DEN), membros.

Os novos depoimentos ainda não estão com suas datas agendadas, mas podem acontecer mesmo durante o recesso parlamentar que se inicia no próximo dia 1º de julho.

27/06/2019

(Visited 1 times, 1 visits today)